Vídeo de Produção de O Hobbit #7

Peter Jackson divulgou em seu Facebook essa semana o sétimo e penúltimo vídeo de produção do filme mais esperado do ano (Batman quem?): O Hobbit. Não percam tempo e assistam! Dizem que Orlando Bloom aparece dessa vez!

Mal posso esperar até dezembro!

Vídeo de produção de O Hobbit #3

Olá, galera! Hoje estamos trazendo o terceiro vídeo de produção no filme mais esperado do momento: O Hobbit. Esse fala sobre o fim do primeiro bloco de filmagens e é imperdível! Divirtam-se!

http://youtu.be/x3U7fpqOJVA

Vídeo de Produção de O Hobbit #2

Ei gente! Estamos aqui com o segundo vídeo de produção dos filmes mais esperados de todos os tempos! Nesse aqui, os atores lembram os melhores momentos do primeiro bloco de filmagens. Imperdível! Assistam:

http://youtu.be/OdCNuURxHoc

Vídeo de Produção de O Hobbit #1

Olá, galera! Como vocês sabem, Peter Jackson está lançando aos poucos vídeos de produção dos filmes O Hobbit.

Vamos publicar todos aqui e começamos pelo número 1, claro. Esse fala sobre a pré-produção do filme, e muita coisa ainda não estava pronta ou não podia ser mostrada. Assistam!

http://youtu.be/saqSuxLrpC4

Balada de Beleg e Túrin

Continuando o resgate das obras criadas pelos membros da Toca ES publicamos agora "Balada de Beleg e Túrin" da autoria de J.Nildo.

Eu te olhava nos olhos profundos, resolutos, ousados,
E, mesmo sabendo seres forte, eu te queria proteger.
Eras tão valente e tão jovem, tão indefeso e infantil...

Ah, Túrin, filho de Húrin, que triste destino o teu.
O de bravamente lutar, e de sempre vagar.
Por todos ser amado, e a todos destruir.
Maldito seja Melkor, teu algoz, e bendito seja teu descanso.
Quando deixares tal dor atrás, quando de paz puderes desfrutar.

Tu sabes bem; de modo paternal te acolhi,
E como o maior dos amigos te amei.
Minha melhor espada te dei,
Mas com esta espada em tuas mãos,
Numa noite escura a vida me deixou,
Meu corpo caiu inerte, e as trevas nos cobriram.

Vejo uma tumba, um túmulo, uma pedra fria.
Flores no chão, despedaçadas eu via.
Daqui, das Mansões de Mandos, meu coração te seguia.
E vi tua angústia, teu vazio, teu desespero,
Mas já não os podia, contigo, sentir.

Lamento por ti, Túrin, filho de Húrin, lamento por ti.
Amei-te como pai, como amigo e guardião...
E como teu guardião pereci.
Mas acharás descanso, eu sei.
E, conforme os planos de Eru,
Em algum reino eterno serás Rei

Não me arrependo nem uma única vez,
E nem por um mísero segundo de tudo que passei por ti,
Nem dos caminhos que contigo trilhei.
Descanse em paz, meu amigo Túrin,
Descanse em paz, Guerreiro e Rei.

Sinceramente,
Beleg Cuthalion

Pular para a barra de ferramentas